Monday, August 15, 2005

A Música da Morte: Análise Resumida

Esta análise já foi mostrada em algumas listas de discussão, eu teci esta análise faz algum tempo, por isso, talvez, eu traga no futuro algumas novas visões sobre esse belissimo poema e também algumas correções.
Pois como sabemos, é impossível esgotar todas as possibilidades de um poema numa simples análise.

A MÚSICA DA MORTE.

A Música da Morte, a nebulosa,
estranha, imensa música sombria.
passa a tremer pela minh'alma e fria
gela, fica a tremer, maravilhosa...

Onda nervosa e atroz, onda nervosa,
letes sinistro e torvo da agonia,
recresce a lancinante sinfonia
sobe, numa volupia dolorosa...

Sobe, recresce, tumultuando e amarga,
tremenda, absurda, imponderada e larga,
de pavores e trevas alucina...

E alucinando e em trevas delirando,
como um ópio letal vertiginando,
os meus nervos, letárgica, fascina.

Cruz e Sousa.

Estrutura

Soneto, Versos decassílabos.
Esquema rímico ABBA ABBA CCD EED .
Aqui vemos a influência decisiva do parnasianismo com seu culto à forma. A escola simbolista, da qual Cruz e Sousa é seu maior representante em terra brasileira, seguiu, neste ponto, a escola parnasiana, com sonetos, em geral decassílabos, e esquemas rímicos, com preferência por rimas ricas.
Entretanto, há parentesco somente quanto à estrutura do poema, pois a temática tratada por Cruz e Sousa neste poema é diferente das temáticas preferidas pelos parnasianos.

primeira estrofe

Substantivos: Música, Morte, alma.
Adjetivos: Estranha, imensa, sombria, fria, maravilhosa.
Adjetivos substantivados: A nebulosa
Verbos: Passa, tremer, gela.

Comentário: Todos os adjetivos desta estrofe se referem à música da morte.
Há uma constante adjetivação do tema, o poeta consegue desdobrar o tema do poema em várias facetas.

Segunda estrofe

Substantivo: onda, Letes, agonia, sinfonia, volúpia
Adjetivos: nervosa, atroz, sinistro, torvo, lancinante, dolorosa.
Verbos: Recresce, sobe.
Comentário : Na mitologia grega, Letes era o rio que separava o mundo dos
vivos do mundo dos mortos.

A terceira e quarta ficam a cargo do leitor.

FIGURAS DE LINGUAGEM
Metáfora: Música/onda, Música/Letes
Sinestesia: Música/fria
Assonância: estranhA, imensA, músicA, sombriA.
tremendA, AbsurdA, imponderadA e largA.
Aliterações: ImenSa múSica Sombria.

Algumas observações:

Neste soneto, não há menção a cor branca (a fixação pela cor branca é
uma constante nos poemas de Cruz e Sousa), nem de objetos que refletem
luz.
Alguns vocábulos apresentam maíusculas; Música e Morte.
O tema é a Música da Morte.
Perceber o frequente uso de nasais e sibilantes estrNHA, imenSA, múSIca, sOMbria, isto parece enfatizar a rima interna e acentuar a musicalidade do poema.
Também notar a riqueza de assonâncias e aliterações.
No simbolismo, a musicalidade é muito importante, os poetas dessa estética costumavam retirar musica de seus poemas através de vários recursos de linguagem.
Os adjetivos sempre modificam ou ampliam o significado do tema.
Os verbos indicam a ação do tema, percebam que a Música da Morte faz tremer, gela, fascina, recresce, sobe, tumultua, alucina, percebam que os verbos estão no presente do indicativo, ou seja sugere que a ação está ocorrendo no momento da enunciação do poema.

Comentários Gerais
O tema principal, Música da Morte, é constantemente modificado pelos adjetivos e suas ações se dão através dos verbos, com isso o autor não define o que é a Música da Morte, ele simplesmente sugere (e aqui esta a pedra de toque do simbolismo) o que seja, evoca pouco a pouco as características (adjetivos) do tema, para tentar extrair algo mais profundo, mais subjetivo, mais inconsciênte do que seja a Música da
Morte, ou seja, a Música da Morte transcende qualquer definição intelectual e dela só podemos extrair sugestões, ela não pode ser abordada diretamente.
A frequente adjetivação parece fragmentar o tema principal, o divide em várias facetas inclusives contraditórias (sombria, maravilhosa, dolorosa), conduzindo à multiplicidade da manifestação da idéia emitida, tornando-se raiz de vários sentidos.

FIM.

Observações finais:
É Lógico que a análise acima não esgota o conteúdo do assunto, e também convenhamos que é uma análise pessoal.
Seria interessante e recompensador se cada um tirasse suas próprias
conclusões.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home